Português

Français
English
Contato Disponivel 24/24 +33607176908
 
           

Para se ter uma idéia melhor dos valores: 4 pessoas com 4 malas médias teriam que pegar dois táxis. O preço do táxi para o trajeto aeroporto/Paris está entre 55 e 60 euros, o que daria 110 ou 120 euros.  Exatamente o mesmo valor cobrado pela Paris Amigo, sem o conforto de ter um guia brasileiro te esperando na saída do avião,  que vai te ajudar com as malas, que vai te orientar em caso de extravio de bagagem, que vai te conduzir até o hotel e, lá chegando, vai te ajudar com as malas até a recepçao O Palácio de Versalhes (em francês: Château de Versailles) é um castelo real localizado na cidade de Versalhes, uma aldeia rural à época de sua construção, mas actualmente um subúrbio de Paris.[1] Desde 1682, quando Luís XIV se mudou de Paris, até a família Real ser forçada a voltar à capital em 1789, a Corte de Versalhes foi o centro do poder do Antigo Regime na França.[2]
Em 1660, de acordo com os poderes reais dos conselheiros que governaram a França durante a menoridade de Luís XIV,[3] foi procurado um local próximo de Paris mas suficientemente afastado dos tumultos e doenças da cidade apinhada. Paris crescera nas desordens da guerra civil entre as facções rivais de aristocratas, chamada de Fronde. O monarca queria um local onde pudesse organizar e controlar completamente um Governo da França por um governante absoluto. Resolveu assentar no pavilhão de caça de Versalhes, e ao longo das décadas seguintes expandiu-o até torná-lo no maior palácio do mundo. Versalhes é famoso não só pelo edifício, mas como símbolo da Monarquia absoluta, a qual Luís XIV sustentou.[4] 
Considerado um dos maiores do mundo,[1][4] o Palácio de Versalhes possui 2.153 janelas,[5] 67 escadas,[6] 352 chaminés,[7] 700 quartos, 1.250 lareiras e 700 hectares de parque.[1] É um dos pontos turísticos mais visitados de França,[1][8] recebe em média oito milhões de turistas por ano e fica a três quarteirões da estação ferroviária.[9] Construído pelo rei Luís XIV, o , a partir de 1664,[1] foi por mais de um século modelo de residência real na Europa, e por muitas vezes foi copiado.[4]
Incumbido da tarefa de transformar o que era o pavilhão de caça de Luís XIII, no mais opulento palácio da Europa, o arquiteto Louis Le Vau reuniu centenas de trabalhadores e começou a construir um novo edifício ao lado do já existente.[10] Foram assim realizadas sucessivas ampliações - apartamentos reais, cozinhas e estábulos - que formaram o Pátio Real.
Le Vau, não conclui as obras. Após sua morte Jules Hardouin-Mansart tornou-se, em 1678, o arquiteto responsável por dar continuidade ao projeto de expansão do palácio.[10] Foi quem construiu o Laranjal, o Grande Trianon, as alas Norte e Sul do Palácio, a Capela e a Galeria de Espelhos (onde foi ratificado, em 1919, o Tratado de Versalhes).[11] A última, trata-se de uma sala com 73m de comprimento, 12,30m de altura e iluminada por dezessete janelas que têm a sua frente, espelhos que refletem a vista dos jardins.[12]
Em 1837 o castelo foi transformado em museu de história.[1] O palácio está cercado por uma grande área de jardins,[13] uma série de plataformas simétricas com canteiros, estátuas, vasos e fontes trabalhados, projetados por André Le Nôtre.[11] Como o parque é grande, um trem envidraçado faz um passeio entre os monumentos.[14] O mestre do impressionismo Claude Monet viveu os 43 últimos anos da sua vida (de 1883 a 1926) em sua célebre e charmosa casa de Giverny (Eure) na Normandia, hoje museu. Tombada monumento histórico, ela recebe 500.000 visitantes por ano. O visitante espera a qualquer momento dar com o mestre e sua família nessa casa romântica muito bem conservada, cercada de árvores e flores, e iluminada pela luz impressionista. Nela, encontram-se o salão-ateliê do pintor, as cores, os aposentos e a cozinha familiar com azulejos azuis e as suas panelas, os móveis e as famosas estampas japonesas, fonte de inspiração do pintor. Do lado de fora, o jardim de água leva você para dentro do universo estético e vegetal de Monet, com as glicínias, azaléias, rosas e peônias. Nele, encontra-se o lago, a Ponte japonesa, os salgueiros-chorões e claro as ninféias que ele imortalizou nos seus quadros. Giverny é um encanto, uma verdadeira pintura viva, excelente lugar para fazer um passeio. Uma obra-prima natural salva das ruínas pelos mecenas americanos. Desfrute de uma visita guiada por um dos museus mais interessantes de Paris, o Musée de l'Orangerie.  Descubra a obra dos maiores pintores impressionistas e, especialmente, de Claude Monet, um dos fundadores do movimento. Você ficará encantado com a riqueza do acervo do Museu de l’Orangerie, um acervo excelente de obras de arte. Almoço Livre Visita da casa de Monet Apos o almoço, transporte em ônibus de luxo com ar-condicionado em direção ao vilarejo de Giverny situado a 1h30 de Paris na região da Normandia. Em Giverny, você poderá conhecer a vida quotidiana de Monet, seu ateliê, sua casa e os famosos jardins de Monet fonte de inspiração de suas obras primas conhecidas mundialmente. Inclui : * Transporte em carro de luxo com ar-condicionado. Visita guiada ao Museu de l’Orangerie. Visita livre à casa e ao ateliê de Monet. Visita guiada seguida de tempo livre nos jardins de Monet. Ingressos incluidos. O castelo de Fontainebleau, a cerca de sessenta quilômetros a sudeste de Paris, gozou de oito séculos de presença soberana contínua. Reis e rainhas, imperadores e imperatrizes envidaram esforços para fazer do castelo, construído ao redor de uma torre de castelo medieval, um local magnífico. O castelo e seu parque foram declarados patrimônio mundial da UNESCO em 1981.
Utilizada pelos reis da França desde o século XII, a residência de caça de Fontainebleau, situada no coração de uma grande floresta na Île-de-France, foi reformada, ampliada e adornada no século XVI por Francisco I, que queria fazer dela uma “nova Roma”. “Rodeado de um amplo parque, o castelo, que encontrou sua inspiração em construções italianas, foi um ponto de convergência da arte do Renascimento e das tradições francesas”, assinala o site da UNESCO. Foi naquele local onde deu-se a criação da escola de Fontainebleau, movimento dominante da criação artística francesa até meados do século XVII. Trata-se do maior parque de diversão de toda a França: Disneyland Paris, a cerca de trinta quilômetros a leste da capital. O reino encantado conta com um incrível leque de sensacionais atrações, com paradas fora-de-série e um cenário encantador.
O parque temático é composto por cinco locais mágicos: Main Street USA, Frontierland, Adventureland, Fantasyland e Discoveryland, nos quais os visitantes poderão encontrar Mickey, Minnie, Donald e seus amigos a qualquer momento. Para os apaixonados por cinema, o parque Walt Disney Studios, dedicado exclusivamente à sétima arte, permitirá que adentrem o universo glamoroso do cinema e da televisão. Além disso, o visitante também terá a oportunidade de assistir a filmes em 3D, descobrir todos os segredos dos desenhos animados da Disney e presenciar espetáculos fabulosos. Estrela nacional e internacional, o herói de Goscinny e Uderzo deve seu sucesso a um tom burlesco e bom menino e às suas sacadas sobre as situações contemporâneas. 325 milhões de exemplares vendidos pelo mundo entre 1959 e hoje, traduções em uma centena de línguas, 8 desenhos animados de longa metragem e 4 adaptações cinematográficas… Asterix é, de longe, o Gaulês mais popular do mundo.
Baixinho, inteligente, solteiro, sem idade, morador de uma cabana no meio de uma aldeia de gauleses reclamões, mas solidários e bons vivants, ele atravessou em 34 álbuns a Gália e o mundo ao lado de seu amigo Obelix, o entregador de menires, e seu cachorrinho Ideiafix. Sua força sobre-humana vem de uma poção mágica produzida pelo druida Panoramix, que possibilita a toda a aldeia continuar resistindo ao invasor romano e a Júlio César em particular. O sucesso da série foi imediato. Ele se deve a um tom burlesco e bom menino que lhe permite atingir todas as faixas etárias, a um pastiche indulgente dos defeitos nacionais, com personagens secundários recorrentes e bem trabalhados, rajadas de trocadilhos e alusões bem-humoradas às situações contemporâneas.

Une Agence de tourisme à votre service ...

Notre département tourisme met à votre disposition un large choix de visites touristiques, d’escapades insolites, de city tours, d’après midis shopping ou de soirées parisiennes et bien plus encore…
Toujours à  disposition pour vous assurer un service personnalisé .

  • Quelques propositions : Les Châteaux de la Loire,Versailles, les grands peintres, comme la maison de Monet à Giverny, et, la Maison de Van Gogh à Auvers Sur Oise.
  • Les musées Parisiens,Reims capitale du Champagne, la route des vignobles Bordelais, et la route des vins en Bourgogne, etc.…
  • Le Mont Saint Michel un des lieux le plus visiter au monde.

 


La societé | Nos Véhicules | Transport de Tourisme | Transport d'affaire | Evènements | Services | Nos Références | Contacts

Jorge M. Transports - Contact: +33 1 69 30 23 82 - contact@jorgemtransports.com

On accepte